sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

"Inteligência Multifocal"

A síntese de todas as besteiras anti-científicas!




É sério. Nunca li tanta bobagem junta em tão poucas páginas. Peguei esse livro na Biblioteca da UFSC e levei pra casa, e não pude ler senão com um balde ao lado para emergências.
Trata-se da "obra prima" de Augusto Cury. O livro que ele tentou emplacar como dissertação de Mestrado e foi (por algum motivo) rejeitado em inúmeros universidades. "Inteligência Multifocal" é a base de sua teoria, da qual saiu todos os seus inúmeros livros (já comentados nesta comunidade no post Especial sobre Augusto Cury).


Não resisti a tentação e fui beber a água (de esgoto) direto da fonte.
Pois bem... O que dizer do livro "Inteligência Multifocal"?

Para começar, a introdução do livro, na qual ele explica como sua revolucionária teoria foi criada, já é regorgitante. Cury diz mega-abobrinhas já nas primeiras págincas. Diz, por exemplo, que sua teoria é única, original, comparável a dos grandes pensadores, como Freud, Jung, Platão, etc (Absoluta arrogância!). Quando explica como chegou a essa teoria, diz que foi tendo suas idéias particulares, como livre pensador e fora do "cárcere da Academia". Ele chega a dizer que simplesmente parava, pensava e anotava suas idéias, se recusando a saber o que outros pesquisadores do presente e do passado disseram sobre aqueles temas para não ser contaminado. Esse é o método de pesquisa de Cury...



Sobre a teoria em si, trata-se do mais puro mentalismo totalmente clonado da obra de Freud. Cury assume que é um psicodinâmico (ué, ele não era 100% original?) e o tempo inteiro fala de inconsciente, energia psíquica, mente, etc. Contudo, ele mistura essa percepção superficial da psicanálise com cognitivismo, falando de estruturas da mente e do processamento de informação no cérebro. Em resumo: sua teoria, do ponto de vista epistemológico, é um misto confuso e mal arranjado de psicanálise e cognitivismo, com ênfase em aspectos psicossociais.
OBS: O nome "Multifocal" vem do fato que ela explica diversos aspectos do EU humano (que Cury diz serem 32, mas não oferece a lista em nenhuma parte do livro).


Basicamente a "Inteligência Multifocal" de Cury determina que


1) a inteligência, a mente, a personalidade, a consciência, o EU, self, etc, são uma mesma coisa. Essa entidade vive dentro de nós (na perspectiva mentalista) como um eu-gerador, e é formado pelos 3 "mordomos da mente": a memória, os pensamentos presentes e o fluxo da energia psíquica (???).


2) O EU surge ao se apropriar da da memória para gerenciar os pensamentos, que podem ser dialético, antidialéticos, tridimensionais, essenciais, inconscientes, etc (e que aliás são mais ou menos a mesma coisa que emoções e sentimentos).


3) Esse EU-interior se exterioriza nas relações psicossociais com outros EUs (pessoas) através de "psicoadaptação" e evolução pelo exercício da "cidadania"(???); mas é fundamental que ele interiorize o mundo através da criatividade, da poesia, da arte de refletir, da arte de questionar, etc.


4) Se o EU-interior não se interiorizar corretamente surgem as "doenças psicossociais", como por exemplo o "Mal do Logos Estéril" (hahahahahha!), pelo qual a pessoa aprende sem prazer (!) e também a temível "Sindrome da Exteriorização Existencial" (hahahahah!), que consiste na incapacidade de se interiorizar (?) através da reflexão e da introspecção. OBS: Realmente a psicopatologia de Augusto Cury tem nomes bem criativos para as doenças.


5) A medida que vive de forma saudável, o EU-interior ganha mais consciência existencial, se tornando pleno e livre de doenças bem como transformando a pessoa num livre pensandor, não amordaçado pelas prisões da Modernidade.


6) A Inteligência Multifocal é a teoria que mais chances tem de tirar os pensadores do marasmo intelectual que estão nem começo de século XXI e levar a humanidade a um salto qualitativo de evolução (HAHAHAHAHHAHH!)


Ufa!

Não acredito que consegui ler aquilo. E nem acredito que consegui resumir esse livro aqui. Para mim "Inteligência Multifocal" não passa de um pastiche de teorias muito mal arranjado. O livro também é mal escrito: o texto é confuso e se arrasta (e olha que foi escrito ao longo de 17 anos pelo autor!).



Sem dúvida, o PIOR livro que já li sobre Psicologia e afins. Estou convencido que Augusto Cury é o maior charlatão do Brasil em se tratando de suposto profissional de saúde humana!


Caro leitor, foi um trabalho hercúleo da minha parte criar este post. Com licença, vou pegar meu baldinho de vômito...


14 comentários:

Anônimo disse...

parabens, alessandro... o texto, como sempre, ficou excelente. agora acho que vc entende um pouco o tamanho do susto que tive quando li os livros deste sujeito. vc foi la e provou da mesma agua (de esgoto, como vc mesmo disse) e sentiu o gosto assustador de imaginar que existem milhoes de leitores de um charlatao descarado.
obrigado por este post. ele tambem me deixou mais leve, e sem baldinhos, desta vez.
adriano

luizgraton disse...

Olá Alessandro,

Virei leitor assíduo do seu blog depois de ver um post seu no orkut, quando estavam discutindo o filme "quem somos nós"
Acho esse seu blog brilhante e sempre me divirto com seus textos.

Ontem eu estava fazendo o exercício de olhar os livros de Psicologia em várias livrarias e sebos e encontrei mais livros de Içami Tiba e Roberto Shinyashiki do que Skinner, Rogers e, quem diria, até Freud.
Mas o que realmente me assustou foi ler na orelha de um dos livros do Içami Tiba que tive que conferir no site do referido:
"Em pesquisa realizada em março de 2004, pelo IBOPE, entre os psicólogos do Conselho Federal de Psicologia, os entrevistados colocaram o Dr. Içami Tiba como terceiro autor de referência e admiração - o primeiro nacional.
1º- lugar: Sigmund Freud;
2º- lugar: Gustav Jung;
3º- lugar: Içami Tiba.
Seguem C. Rogers; Lacan; M. Klein; Winnicott e outros.
Esses dados foram publicados no Jornal de Psicologia nº- 141, edição julho /setembro de 2004, do CRP-SP."

Portanto, gostaria de ver alguns posts sobre esse daí, que na minha opinião é um dos maiores pseudo psicólogos do Brasil.
Precisamos disseminar as incoerências desse malandrão!

Abraços,
Luiz

alexbr82 disse...

Gostaria de deixar aqui o meu agradecimento pela crítica e pelo esclarecimento que tenho andado a buscar por um bom tempo. Ha muito tempo atras comprei alguns livros do Sr. Cury e até gostei, mas notei que havia alguma inconsistÊncia em várias coisas que afirmava e notei também alguma falta de humildade(p. ex. qdo diz "A minha teoria é muito complicada"). Ao ver a esmagadora maioria das pessoas falar encantadas com os seus livros e ver os números de vendas fiquei reprimido em ter uma atitude mais crítica em relação ás suas obras. Finalmente fiquei completamente esclarecido, e a partir de agora vou encaminha qqer pessoa interessada no assunto para o seu blog. Assim podendo beber sabedoria e não "Água de esgoto" como bem o disse.
Muito agradecido
Alex :)

Anônimo disse...

Eu li 3 dele sendo quem 1 não comprei mas li de pé mesmo na livraria e depois quando o vi na livraria numa tarde de autografos disse inocentemente que lera um livro dele sem comprar na livraria ( he!he!he!)e ele disfarçou o despontamento. Me disse assim: Saiba que voçe tem em mim um grande amigo, não importa onde voçe esteja.
Depois ainda retornei a ele, perguntado sobre que se tratava a a tal Academia de Inteligencia. Interrompendo o folhear de um livro de autoajuda ele levanta as sobrancelha e olhando-me dos pes a cabeça apenas diz se um programa de treinamento blablabla... Ainda insisto de digo: - Ó grande Mestre, o que tu achas? Um homem semi analfabeto com tempo de vida suficiente ainda e que deseja se tornar um cientista, refinado e sábio como o senhor conseguirá ele?
Cury:- Teoricamente sim. Se tiver autoestima... é preciso atravessar a longa noite escura.
Então, pasmo me fui embora. Li todo e estudei parte deste Inteligencia Multifocal. Com esforço consegui seguir a linha de raciocinio do Agusto Cury que não me levava porém a lugar nenhum. As vezes dava a sensação empolgante de que estava lendo um romance, as vezes me assustava com a megalomania do homem. Ele contava uma saga de um aventureiro um Marco Polo destemido diante daquilo que abatera grandes pensadores do passado e presente. Ele jovem e sonhador sofreu depressão por um mes ( só?!) e isso mudou a existencia dele. Ele então anotava cada pensamento expresso, fazia dezenas, centenas e até miriade de milhares de perguntas sobre como se formou aquele pensamento. Se misturava com mendingos tentando entender sua mente. Tudo isso sem consultar o conhecimento que já fora produzido sobre o assunto. As vezes me dava a impressão ( não sou estudioso dos assuntos relacionados e estou me esforçando ainda em simplesmente ter disciplina como leitor ) de que o livro era uma miscelânea de conceitos, raciocinios e ideias já existentes, mas rearranjados e misturados com romance e imaginação. Quando eu encontrei esse cara na prateleira de livros, eu estava num momento especialmente dolorido de minha vida. Além do mais ele fala que estuda um assunto fascinante que é a mente humana. Esse covarde manipula as dores de incautos, o comodismo e desejo de ter cócegas nos ouvidos das pessoas pra ficar rico, famoso, ter quem sabe um busto nas universidades, escolas... Acho que ele sim deveria ser objeto de estudo da ciência por que a megalomania dele, embora ele use uma humildade muito mal fingida, é muito evidente. E quando ele fala de Jesus Cristo, utiliza um recurso velho conhecido dos picaretas. Faz de Jesus Cristo um dos apoiadores da sua ladainha. Jesus é precursor do genio de Cury, e também são os filosofos gregos ( A Igreja Catolica também tentou misturar Jesus com a filosofia grega). Diz abordar Jesus "cientificamente" com sua teoria. Mas fala diretamente da Trindade ( conceito religioso pré cristão, que não é citado nem em definição nem na palavra "trindade" em toda Biblia) e faz na verdade um Jesus Frankestein, retira pedaços que incomodariam ( afinal ele incomodaria tanto ou mais hoje ) e mistura com cosmética, a elegancia da filosofia desvinculando Jesus dum modo de vida tipico dos "evangelicos" com restrições morais etc e então tem um produto pra classe media alta consumir. Vou botar um link disso aqui na comunidade do Orkut,na unica que ainda sobrevive pra falar das picaretagens dele pois as outras foram excluidas. Daqui a pouco ele faz como o Edir Macedo, vai processar quem falar mau dele no Orkut.

Se alguem souber de artigos criticando esse picareta me indiquem. Quero saber mais do disseram os representantes do mundo cientifico, e da educação de quem ele diz ser representante ilustre. Obrigado alessandro, eu quase morro de rir do teu texto e de mim lendo o livro dele, obrigado Facioli, voçe é o 1º cara do mundo academico cientifico, professos nesta area que consigo ler sobre o assunto. Olha lá no Orkut o que falam desse homem. Tem um cara que foi sorteado pra jantar com o Cury. Ele diz que não sabe nem o que vai dizer diante de tanta inteligencia, e como Cury é maravilhoso, humilde...

Cientista da egolatria Doutor Augusto Jorge Cury, poeta da picaretagem, pensador multifocal da malandragem, passou 17 anos da vida dele numa abdicada elaboração de como ganhar seu dinheiro manipulando sua dor, comodismo e desejo de sentir cócegas nos ouvidos, e ser chamado de humilde cientista e Doutor sem de fato se-lo. Nosso heroi!

goalgoosh@yahoo.com.br
Frank

Anônimo disse...

Eu dedico essa musica que traduzi mais ou menos, da minha banda preferida, ao Ilustre Cientista, DOUTOR,um Marco Polo nos mares da psique humana: Augusto Jorge Cury.
De Frank Nyll para Cury, com carinho.

HDSHRINKEREA

Your psyco babble is so alien to me
Seu psicótico balbucio é tão alienígena pra mim
and I don't understand your pyscotherapy
e eu não compreendo sua psicoterapia
I don't want your conversation
eu não quero sua conversa mole
I don't need no explaination
eu não preciso de nenhuma explicação
when you spout your blah blah blah and your cod philosophy
quando você jorra seu bla bla bla e seu código filosófico
My signed Bukowski you sold behind my back
Meu Bukowski autografado voçe vende nas minhas costas
and undermining is your chosen mode of attack
e a objeção é seu modo de ataque escolhido

I don't want your measured excuse
eu não quero suas mesuradas desculpas
I don't need cerebral abuse
eu não preciso de abuso cerebral
You know I know the truth and the truth is you're a quack
Você sabe que eu sei a verdade e a verdade é que você é um charlatão
And the things you preach are all in breach
E as coisas que você prega estão cheias de brechas
red flags are raised sets me ablaze

And the things you say give it all away
e as coisas que você diz totalmente sem sentido
and the things you do all betray that you
e as coisas que você faz denunciam por completo que voçe
you're a headshrinker
voçe é um psiquiatra


Words : Hussey // Music : Hussey & Thwaite

http://www.youtube.com/watch?v=tQw8Ar7NkcM

Anônimo disse...

Estava numa banca de revista, folheando as revistas semanais, quando uma madame bem vestida começou a falar do Dr. Cury e dizendo que os livros dele tinha tirado ela do fundo do poço. E recomendou aos presentes que não deixassem de ler esse "iluminado". Hoje coloquei o nome no google e me aparece esse blog. Já sei o que vou fazer: Vou deletar esse cara e essa tal de inteligência multifocal da minha vida!

Anônimo disse...

É, em geral botox e Auto Ajuda são usados pelos mesmos individuos.


Acessem nossa comunidade no Orku, Cury O Mestre da Megalomania, dedicada à este prodígio da auto ajuda, que tira do fundo do poço quem sabe ganhar dinheiro mas não tem a minima base filosofica e ou religiosa consistente. Assim como antigamente ricos e poderosos tremiam diante do Papa e seus representantes acreditando em surpetições desarrazoadas, atualmente também há nos mais variados níveis charlatães venerados como gurus.

Frank Nyll

Anônimo disse...

Olá Alessandro, sou Portuguesa, vivo no Porto e sou Enfermeira.. Achei interessante este teu espaço e decidi também manifestar a minha opinião. Assim como te é legitimo criticares alguns autores, penso que também será legitimo deixar aqui a minha perspectiva.Li 2 livros de Augusto Cury, que passo a citar: " Filhos brilhantes, alunos fascinantes" e "A saga de um pensador".Não os li em formato de auto-ajuda, mas por os considerar interssantes. Sei que transmitem coisas básicas, mas nos dias de hoje, numa sociedade tão materialista e stressada não será isso que precisamos de ouvir, para parar e pensar.
Considero triste ser preciso ler este tipo de livros ou ouvir determinadas músicas (como uma música Brasileira que eu gosto mt "Paciência" de Lenine.
É verdade que estes aspectos de solidariedade, tornar a nossa existência util, apaixonarmo-nos pela natureza, deviam ser intrinsecos a nós..Mas quando eramos crianças os nossos pais esqueceram-se de nos ensinar isto, talvez por toda a gente estar sempre demasiado ocupada quem sabe, ou então porque o mais importante era sermos os melhores, nem que para isso fosse preciso pagar caro, passar por cima dos outros, mas o importante era sermos os melhores, e melhores em quê? o que é isso de sermos os melhores?..
E o que isso gerou, ansiedade, frustração, falta de objectivos e confiança.
Sei que estes livros são de escrita simples e traduzem o óbvio.
Mas não será esse óbvio que nos falta ouvir, da forma mais simples que existe para poder chegar a todos e desta forma sermos capazes de o interiorizar.
Penso que uma escrita simples e clara não deve funcionar apenas para o senso comum, mas também para os mais complexos.. Pois neste tipo de literatura o mais importante a reter é a mensagem que transmite e não a complexidade das palavras...
Não vale a pena complicar, vale a pena agir. E todos sabemos, porque somos seres morais, qual o caminho..
Existem pessoas que procuram sentido pra existência, outras que sente um vazio inexplicável.. Pela minha experiência (que vale o que vale) só vos posso transmitir uma coisa, que não é nenhuma ciência, mas que pelo facto de nos termos esquecido de olhar para as coisas simples da vida, e por isso é q se escrevem livros simples, tenho a necessidade de dizer, olhem mais para o mundo à nossa volta, há tanto para fazer, há tanto para nos sentirmos realizados e nos preencher..Deixemo-nos de futilidades e de sermos mesquinhos, a vida é mt mais q isso, basta sair de casa e há tanto q fazer, tanta gente a precisar da nossa ajuda..Para quê cruzar os braços.. Vamo-nos ajudar ajudando os outros..
E isto não são apenas palavras bonitas, são palavras sentidas e se todos que lerem esta mensagem sentirem como eu, eu fico feliz por nos preocuparmos com os outros..
Tenho 27 anos, sou enfermeira, adoro a minha profissão, a vida não corre sempre como quero, mas a quem corre? de qualquer forma sinto-me realizada pessoalmente, sinto-me em paz, tento fazer e dar o meu melhor.. Tenho qualidades e defeito como toda a gente, sou humana..
Mas amo a vida, reflito sobre a vida, tento encará-la da melhor maneira, se não o fizesse ela seria igual, mas eu seria uma pessoa triste e eu adoro rir-me..)
Alessandro, não sei porque te escrevo, talvez para criticar as tuas criticas, ou talvez por estar viva e querer ter uma participação activa nesta vida..
Beijo e obrigada pela atenção..
Noémia

Anônimo disse...

Na verdade vcs são meros seres humanos que não entende a inteligencia mutifocal que ele descreve ele não quer falar que sua obra é unica mas o desenvolvimento dela foi feito atravez do autor da existecia e e de jesus que o ajudou a discorrer sobre a mente Deus é unico e insuperavel e jesus sabia que nossa mente é limitada...

Anônimo disse...

Cara o Mestre Augusto escreveu uma carta para o novo Presidente do EUA! Disse que seria publicada em mais de 600 jornais e que a entregaria pessoalmente ao Obama! Ele como sempre começa dizendo que é muito humilde e não que se autopromover, mas que acha que sua mirabolante Teoria Multifocal é uma ajuda indispensavel para o Mr President ( e ainda fala mau do nosso Lula hehe )a entender as consenquencias e saber o procedimento certo. Augusto Jorge Cury será conselhero direto do Presidente dos EUA. Veja a introdução:


"http://www.centroaugustocury.com
A outra face da crise
Como autor de uma das poucas teorias mundiais, a Psicologia Multifocal, que estuda a última fronteira da ciência, o processo de construção de pensamentos e a formação de pensadores, gostaria humildemente pedir-lhe sua atenção por instantes. Tenho sido lido por milhões de leitores em mais de cinquenta países, escrevo-lhe não em busca de promoção social, pois raramente dou entrevista na grande mídia. Tenho apreço pelo anonimato.
Escrevo-lhe para dizer que a crise económica actual é mais grave que de todas as outras, inclusive a de 1929, e o senhor precisará mais do que ter boa equipe económica para ajudar o mundo a superá-la, mas precisará também conhecer as sequelas que ela está causando no teatro psíquico dos cidadãos. Essa crise é diferente de todas as outras não apenas por causa da globalização da economia, mas principalmente pela globalização da informação ocorrida quase 50 anos antes da globalização da economia. Essas duas globalizações têm levado à contágios internacionais inimagináveis nos mercados. Em termos comparativos, nem a gripe espanhola ou a varíola nunca tiveram tal virulência.
Infelizmente não houve líderes excelentes capazes de prevenir a crise das hipotecas subprime, o desabamento das bolsas e do crédito. Agora, senhor presidente, além do contágio na economia real, o senhor vai ter de lidar com outro contágio, mais grave e penetrante, o contágio na mente humana pelas construção das janelas killers e pela síndrome SPA, síndrome do pensamento acelerado. Permita-me explicar, a luz do teatro psíquico, os dantescos desafios que o senhor deverá enfrentar..."


Ave Augusta Cura!!

fn

Anônimo disse...

Você está de parabéns, este cara é um charlatão. O livro da teoria multifocal é uma cópia fiel dos DOZE PASSOS E DOZE TRADIÇÕES DOS GRUPOS DE ANôNIMOS.

Miltão Trindade Producões disse...

Caro Blogueiro, qual sua impressão a respeito da Ética do conhecimento de Jacques Monod?
Aqui algo interessante, mas gostaria de ouví-lo..

miltontrindade93@yahoo.com.br
Por favor se puder mande-me nesse e-mail também.. Obrigado..

Alessandro Vieira dos Reis disse...

Não conheço a obra de Monod.

Coloquei uma nota para outra hora ler algo sobre.

OBrigado!

A Página Vermelha disse...

Parabenizo-o pelo seu trabalho que deu enorme contribuição para um artigo a respeito em: http://apaginavermelha.blogspot.com/2011/10/livros-auto-ajuda-uma-farsa-por.html

Com as devidas citações.